(46) 3263-1155

POLITICA

Em Davos, Bolsonaro promete equilíbrio entre meio ambiente e desenvolvimento econômico

Publicada em 22/01/19 as 15:04h por . - 45 visualizações


Compartilhe
   

Link da Notícia:

 (Foto: .)

O presidente Jair Bolsonaro discursou, nesta terça-feira (22), pela primeira vez, depois de eleito, no exterior. Ele participa do Fórum Econômico Mundial, que reúne a elite política e econômica global, em Davos, na Suíça.

No pronunciamento, o presidente falou sobre segurança pública, convidou empresários estrangeiros a conhecer o Brasil e comentou sobre a competitividade e eficiência da agricultura brasileira, aliada à preservação do meio ambiente.

“Vamos investir pesado na segurança, para que vocês nos visitem com suas famílias, conheçam a nossa Amazônia, nossas praias, nossas cidades, nosso Pantanal. O Brasil é um paraíso, mas ainda muito pouco conhecido. Somos o país que mais preserva o meio ambiente. Nenhum país do mundo tem tantas florestas como nós. A agricultura se faz presente em apenas 9% do nosso território e cresce graças a sua tecnologia e graças à competência do nosso produtor rural.”

Tradicional fórum de debates econômicos em nível global, o evento ocorre desde a década de 1970 e, por reunir líderes empresariais, autoridades e chefes de Estado de todo o mundo, é considerado uma boa oportunidade para apresentar o país a investidores e parceiros comerciais.

Bolsonaro reafirmou sua determinação de manter a harmonia entre o desenvolvimento econômico e a preservação do meio ambiente.

“Menos de 20% do nosso solo é dedicado à pecuária. Essas commodities, em grande parte, garantem superávit em nossa balança comercial e alimentam boa parte do mundo. Nossa missão, agora, é avançar na compatibilização entre a preservação do meio ambiente e da biodiversidade, com o necessário desenvolvimento econômico. Queremos governar pelo exemplo, e queremos que o mundo reestabeleça a confiança que sempre teve em nós.”

No domingo (27), após retornar ao Brasil, Jair Bolsonaro vai fazer exames pré-operatórios e será submetido à operação para retirada da bolsa de colostomia no dia seguinte.

Bolsonaro usa essa bolsa desde que foi esfaqueado em Juiz de Fora, em 6 de setembro do ano passado, ainda durante a campanha eleitoral. A facada atingiu o intestino, e fez com o que o militar ficasse 22 dias internado.

Reportagem, Cintia Moreira




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário
Enquete
Qual dessas Redes Sociais voce acessa?

 Instagram
 Youtube
 Facebook
 Twitter







.

LIGUE E PARTICIPE

Visitas: 6419
Usuários Online: 11
Copyright (c) 2019 - RADIO GUARIBAS FM - PALMAS - PARANA